Bullet Journal | O que é e como começar?

Setembro é relembrado muitas vezes como um mês de recomeços. Faltam apenas quatro meses para terminar o ano, há o regresso às aulas e as rentrées e, como tal, é uma altura que muitas pessoas aproveitam para parar e pensar o que podem fazer para conseguir alcançar os objectivos a que se propuseram no início do ano. Eu sou uma destas pessoas. No meu caso, ajuda ser o mês em que estou de férias.

Antigamente era nesta altura que comprava uma nova agenda para me ajudar no planeamento de acções para o cumprimento dos meus objectivos, mas isso já não acontece há cerca de dois anos. Nesta altura comecei a usar o método do Bullet Journal.

Já não me lembro como descobri o método, mas quando comecei a pesquisar surgiam páginas lindíssimas e super criativas. Claro, que a maioria não estaria ao meu alcance porque a minha capacidade para desenhar é extremamente limitada. Ainda assim, vi que esta ferramenta me permitiria aquilo que eu não conseguia com uma agenda: versatilidade e adaptação.

No final do ano passado li o livro The Bullet Journal Method e percebi que estava a dar demasiada importância à aparência e menos à funcionalidade. No livro o autor explica as razões que o levaram a usar este método bem como todos os passos para criar um Bullet Journal de raiz. Este é um livro para ser consultado regularmente e é peculiar porque está organizado como se fosse ele mesmo um BuJo.

Nos últimos dias tenho participado no projecto #7diasbujo da Cláudia do blog Ama Organização e ao falar com uma colega de trabalho percebi que o método não é claro para toda a gente, por isso decidi partilhar por cá a minha visão sobre o mesmo respondendo a algumas perguntas básicas:

O que é e para que serve ?

It’s best described as a mindfulness practice disguised as a productivity system. It’s designed to help you organize your what while you remain midnful of your why. The goal of the Bullet Journal is to help its practitioners (Bullet Journalists) live intentional lives, ones that are both productive and meaningful.

https://bulletjournal.com/pages/about

O que preciso para começar o meu Bullet Journal?

Eu diria que para além de vontade de te organizares vais precisar de um caderno e de uma caneta. Se já viste algumas inspirações no Pinterest vais achar isto muito estranho, mas a verdade é que não é PRECISO mais nada. No entanto, eu gosto de usar outros materiais para tornar o meu BuJo visivelmente mais interessante.

Relativamente ao tipo de caderno já usei de três tipos: quadriculado, liso e (neste momento) pontilhado. Não gostei de usar o quadriculado porque os quadrados eram muito escuros e sobressaíam em relação ao que eu escrevia, sentia-ma confusa quando o queria consultar rapidamente. Acabei por abandonar o caderno e começar num liso. Usei cadernos lisos a maior parte destes dois anos e gostei bastante. Contudo queria muito passar a usar um caderno pontilhado, mas os que conhecia era quase necessário vender um rim para os comprar. Foi então que os descobri na Tyger a 4€ e não pude perder a oportunidade. Para já ainda só o estou a usar há cerca de uma semana, mas acho que se vai tornar o meu caderno preferido 😊

Que páginas devo criar?

As que bem entenderes! A ideia é criares e adaptares o BuJo às tuas necessidades.

A meu ver, para que este método funcione, é imprescindível que cries um índice onde irás registar todas as outras páginas que crias. Isto irá ajudar-te a encontrar rapidamente o que precisas no futuro.

No meu caso, quando inicio um novo Bullet crio sempre:

  • um índice;
  • uma página para informações que preciso ter sempre comigo;
  • uma página (ou várias) para marcar eventos futuros;
  • uma página com os meus objectivos para esse ano (no caso de começar em Setembro como este ano, coloquei os objectivos até ao final do ano);
  • uma página (ou mais páginas) onde coloco os livros que leio durante o ano;
  • uma página para marcar os aniversários e
  • outras (consoante saiba que vou precisar nesse ano).

Depois em cada novo mês crio:

  • uma capa para esse mês;
  • um plano mensal e
  • uma página de objectivos para esse mês de acordo com os previamente estabelecidos.

E é a partir daqui que continuo a minha organização, fazendo um plano semanal e posteriormente diário. Sempre que necessário crio uma nova categoria e acrescento ao índice.

Quando devo o usar o Bullet Journal?

Sempre! Ando sempre com o meu. Qualquer informação que precise, sei que lá vou encontrar. Faz-me tanta falta como o telemóvel.

Qualquer dúvida que possas ter não hesites em perguntar. À medida que vou crescendo, o meu BuJo cresce comigo e é engraçado perceber as diferenças entre o agora e o passado.

Beijinhos
Carina
Já cá estou e, por agora, fico

Segue o blog
error

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.