Manual de Um Monge Budista para Limpar a Casa e a Mente | Shoukei Matsumoto

Limpar a casa é uma das tarefas domésticas mais enfadonhas para mim. Se por um lado gosto de arrumar e organizar, por outro detesto limpar. Mas como gosto de ter a casa limpa não tenho eu outro remédio. Por isso, mal vi o título do livro de que vos falo hoje não pude deixar de pensar que poderia trazer-me bons ensinamentos e um novo olhar sobre as limpezas.

Pois bem…um novo olhar até tenho, mas o conteúdo acabou por não corresponder às expectativas. Estava à espera que o livro apresentasse dicas e técnicas de como facilitar todo o processo e isso quase não acontece. O livro está muito direccionado para as casas japonesas e, a meu ver, pouco se pode adaptar às nossas casas.

No entanto, foi muito positivo o contacto com esta cultura: perceber os objectos que usam e como são os compartimentos das suas casas, perceber a vida simples de um monge e o cuidado que põe na limpeza bem como na higiene pessoal.

Quem não respeita os objectos tão-pouco respeita as pessoas.

Shoukei Matsumoto

Apesar de não ter correspondido às expectativas esta leitura permitiu-me ter uma outra percepção sobre os cuidados com os objectos. Quantas vezes compramos e descartamos um objecto sem lhe dar o devido valor? Para além do dinheiro gasto, produzimos lixo e trazemos mais caos para a nossa casa. É bom poder parar para pensar. Apesar de ter conseguido nos últimos tempos reduzir e repensar o meu consumo, dou-me conta que estou ainda muito longe deste ideal dos monges que tanto beneficiaria o equilíbrio do nosso planeta.

Não posso terminar o post sem agradecer à editora Pergaminho por tão gentilmente me ter dado a oportunidade de ler este exemplar e partilhar a minha opinião sobre o mesmo.

Beijinhos,
Carina
Já cá estou e, por agora, fico

Segue o blog
error

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.